Efraim ressalta protagonismo do DEM

Após a abertura oficial dos trabalhos da 56ª legislatura, nesta segunda-feira (4), o deputado Efraim Filho (DEM/PB) destacou alguns pontos. “Agenda econômica e a agenda da segurança pública são dois temas fortes, mas trouxe também mensagens de diálogo, de respeito, de tentar acabar com aquele clima de intolerância que saiu das urnas, então esse momento se serve exatamente a isso, uma mensagem com simbolismos e a gente espera que sejam absorvidos pelo Parlamento e pela sociedade brasileira”.

Na avaliação de Efraim Filho é necessário que o país retome o caminho do desenvolvimento, gere emprego e renda e para isso as reformas serão necessárias. Ele destacou que a comunicação entre os poderes será de suma importância para as decisões sejam mais céleres.

“A presença do Davi Alcolumbre, no Senado e Rodrigo Maia, na Câmara dos Deputados, vai melhorar esse canal de comunicação entre as duas casas e também com o ministro Onyx no Planalto vai fazer com que o Parlamento e o Palácio possam ter um canal com sintonia ainda mais fina, contribuindo para acelerar a tramitação das medidas com uma agenda que não é apenas do governo, mas uma agenda importante para o Brasil.” Ressaltou Efraim ao destacar o protagonismo do Democratas na condução das matérias no Congresso Nacional e na Casa Civil.

De acordo com o deputado depois de assumir oposição nos governos petistas e disputar espaço e prestígio, o DEM assumi o protagonismo da política nacional, mas não deixará de ter no diálogo o meio para dar celeridade nas votações.

Ao ser questionado pela imprensa sobre a sintonia ente o executivo e o legislativo seria o caminho para dar celeridade às votações Efraim Filho disse que “acredita que sim, primeiro a eleição de dois presidentes das duas casas do mesmo partido, no caso o Democratas, esse canal de diálogo se estabelece com uma sintonia melhor do que em anos anteriores. Na casa Civil também outro Democratas, ministro Onyx Lonrenzoni, então acho que esse diálogo entre as duas casas do Congresso, entre o Parlamento e o Planalto, vai ser um fator decisivo para que os temas avancem de forma mais rápida,  além de que algumas dessas prioridades vem amadurecidas do governo anterior. Por exemplo, o debate da reforma da previdência já está amadurecida na sociedade, no parlamento.” Afirmou Efraim Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *