Efraim Filho anunciou que obras do Eixo Norte devem ficar prontas em março de 2020

Obras devem ficar prontas até março de 2020

“O Ministro Gustavo Canuto, do Desenvolvimento Regional, me garantiu que até o primeiro trimestre de 2020 a Transposição do Rio São Francisco pelo Eixo Norte, que vai desaguar no açude de Boqueirão de Piranhas, estará concluída. ” A declaração é do deputado Efraim Filho (DEM/PB) em entrevista ao programa Fala Paraíba, da Rede Tabajara SAT, nesta segunda-feira (16).

Ao ser questionado sobre a falta de recursos para a conclusão da obra, Efraim disse preferir acreditar na palavra do ministro Canuto, que o autorizou a tornar pública sua posição.

No início deste mês, precisamente no dia 2 de setembro, o ministro Gustavo Canuto visitou as obras do eixo norte e anunciou que esse trecho deve ficar pronto mesmo em março de 2020 e declarou que o Ministério do Desenvolvimento Regional garante a continuidade das obras. “O Projeto São Francisco é uma obra prioritária para o governo federal e, por isso, trabalha para assegurar os recursos necessários à conclusão do empreendimento”.

Eixo Leste

Quanto a paralisação do fornecimento d´água via Eixo Leste, o deputado democrata explicou tratar-se de questões técnicas. “O Ministro me garantiu que correções em defeitos no canal estão sendo realizadas e, tão logo sejam concluídas, o abastecimento volta à normalidade”, relatou.

Em nota o ministério justificou o valor acrescentado e a demora para conclusão das obras. “O surgimento de novos serviços, a partir das diferenças entre projeto inicial e adequações. A partir do projeto executivo e o projeto básico (2007) foi necessário novas licitações e intervenções físicas, estruturais, jurídicas e condicionantes ambientais, que demandaram novas reprogramações de prazo.

Ainda de acordo com o deputado Efraim Filho o Eixo Norte está em andamento e apresenta 97% de execução física e 34 municípios da Paraíba terão abastecimento até março de 2020. O Ceará e o Rio Grande do Norte também serão beneficiados. “Nesta obra mais de 1 milhão de pessoas poderão consumir a água da transposição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *