“Eu apoio as cooperativas, pois são fundamentais para a geração de empregos e distribuição de renda”, diz Efraim em comemoração dos 50 anos da Organização das Cooperativas Brasileiras da Paraíba

Evento aconteceu na capital e foi marcado pela presença de líderes do cooperativismo

Na noite da última quinta-feira (7), na Classe A Recepções, em João Pessoa, o Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras da Paraíba (OCB/PB) celebrou seus 50 anos de existência com a presença de seu presidente estadual André Pacelli, o presidente nacional, Márcio Lopes de Freitas, além de lideranças estaduais e nacionais. O deputado federal e presidente da Frente Parlamentar de Comércio e Serviços, Efraim Filho (União Brasil), foi um dos convidados e aproveitou para reforçar seu apoio à entidade.

O parlamentar destacou vários pontos importantes para o mercado e serviços, fruto do cooperativismo. “Quando essa equipe chega em Brasília sabe que não encontra as portas dos gabinetes abertas, mas escancaradas. Somos solidários ao cooperativismo, valorizamos quem mais produz e buscamos sempre simplificar e desburocratizar a vida das pessoas”, diz.

Para o presidente André Pacelli, é uma alegria ter a presença do deputado federal e amigo Efraim Filho. “Ele, que manteve sempre as portas abertas do seu gabinete para o cooperativismo e atua há anos na Frente Parlamentar do Cooperativismo em Brasília. Certamente as nossas cooperativas paraibanas almejam que ele possa chegar ao Senado Federal”, comenta.

Organização das Cooperativas Brasileiras
A entidade é responsável pela promoção, fomento e defesa do sistema cooperativista nas instâncias políticas e institucionais. Ela também é responsável pela preservação e o aprimoramento desse sistema, o incentivo e a orientação das sociedades cooperativas.

Atualmente, a OCB/PB representa 90 cooperativas filiadas, que reúnem em torno de 70 mil cooperados e geram empregos diretos para cerca de três mil trabalhadores. Estas cooperativas estão sediadas em 31 municípios paraibanos, atuando em diversos ramos de atividade econômica como agentes de desenvolvimento local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.